Em 1984, por iniciativa do P. Rogério Pedro de Oliveira, e por decreto de D. Alberto Cosme do Amaral, é instituída na Diocese a Escola de Formação Teológica para Leigos [EFTL], para dar resposta aos pedidos de uma formação teológica inicial dos leigos empenhados na vida paroquial e dos líderes dos movimentos apostólicos. Os primeiros anos de atividade da EFTL foram marcados por uma adesão e participação bastante significativa.

No ano 2000, na sequência da proposta da Segunda Assembleia Sinodal, é criado o Centro de Formação e Cultura [CFC], com o fim expresso de assumir e alargar as funções da EFTL, tornando-se um centro congregador da formação cristã de leigos e da pastoral da cultura na Diocese, em articulação com os serviços diocesanos de pastoral, cujos dirigentes deveriam fazer parte do seu Conselho Permanente. Dos objetivos do CFC constam a formação teológico-pastoral, a formação pastoral específica (direcionada a cantores, catequistas, ministros extraordinários da comunhão, leitores, animadores litúrgicos, de jovens, etc.), a formação de formadores e animadores, ações de formação permanente para o clero e outros agentes pastorais, e a elaboração de instrumentos de catequese de adultos e de reflexão para grupos, bem como a promoção de ações e grupos de reflexão sobre a fé e a cultura.

O elenco das atividades do CFC manteve parte das atividades da EFTL (Curso Geral de Teologia, conferências e Jornadas Teológicas). Outras iniciativas foram também ensaiadas: Curso “Pensar a Fé”, realizado simultaneamente em Leiria, Marinha Grande e Ourém; celebração do “Ano Agostiniano”; apresentação do Evangelho do ano; meditações anuais sobre a Encarnação, a Paixão e o Espírito Santo; ações de formação para os conselhos económicos e pastorais; formação de animadores paroquiais, entre outras.

A Escola Diocesana Razões da Esperança [EDRE] é apresentada à Diocese, no ano académico de 2007|08, como uma proposta organizada pelo CFC e pelos vários serviços de pastoral (Catequese, Liturgia, Juventude, Cursistas)” que surge com um intuito de oferecer formação e dar “testemunho de unidade, [tornando] efetivo o desejo de «colaboração e coordenação» já expresso pelo Sr. D. Alberto Cosme do Amaral, na criação da Escola de Formação Teológica de Leigos, que foi depois sublinhado no último Sínodo Diocesano.” A EDRE apresenta um curso vocacionado para a formação pastoral dos cristãos. A Escola iniciou com um número muito significativo de inscrições, e continua a ser, de longe, a iniciativa formativa com maior relevo na Diocese, em termos quantitativos.

Pouco antes da criação da EDRE, o CFC associou-se a um grupo de noviciados para oferecer um curso de iniciação teológica para noviços|as, em Fátima. A iniciativa foi lançada com um pequeno grupo de candidatas à vida religiosa.

No ano pastoral de 2015|16, com o objetivo de destacar o caráter específico da formação oferecida no Centro, este passou a designar-se de Centro de Cultura e Formação Cristã. No ano seguinte, em 2016|17, o curso de teologia sofreu uma reformulação e passa a designar-se ciclo diocesano de estudos Bíblia e Teologia Cristã.