1. Programa

[sexta-feira, 05 de outubro]
09:30. Sessão de abertura
10:00. O discernimento eclesial e a conversão pastoral. José Frazão Correia
10:45. Diálogo
11:00. Intervalo
11:30. Itinerários de conversão pastoral:discernimento e vocação
. Discernimento vocacional. Simão Pedro
. Pastoral vocacional. André Batista
. Pastoral juvenil. João Duarte
. Pastoral do ensino superior. Filomena Carvalho
12:30. Diálogo
13:00. Almoço

15:00. A sedução da fé. Para uma pastoral de gestação. Tiago Neto
15:45. Diálogo
16:00. Intervalo
16:30. Itinerários de conversão pastoral: transmissão da fé e família
. Despertar da fé. Isabel Martins
. Catequese familiar. Maria José Silva
. Escola paroquial de pais. Idalina Gaspar
. Catequese da adolescência. José Henrique
17:30. Diálogo
18:00. Conclusão dos trabalhos

18:30. Missa
19:30. Jantar
21:30. Serão cultural, na Catedral de Leiria
As Pedras da Catedral. Teatro Regional do Juncal
a partir de um conto de Pedro Valinho Gomes, editado pela diocese, apresentado nessa noite

[sábado, 06 de outubro]
09:00. Acolhimento e oração da manhã
09:30. O dinamismo da incarnação. Linguagens e lugares da vida cristã. Pedro Valinho Gomes
10:15. Diálogo
10:30. Intervalo
11:00. Itinerários de conversão pastoral: comunidades e ministérios
. Laicado. André Pereira
. Movimentos e novas comunidades.
. Vida consagrada. Clarissas de Monte Real
. Diaconado permanente. António Luís
. Ministério ordenado. Armindo Castelão
12:30. Diálogo
13:00. Almoço

15:00. O matrimóniofrágil numa igreja de misericórdia. Miguel Almeida
15:45. Diálogo
16:00. Intervalo
16:30. Processo de discernimento: No horizonte de uma nova geografia eclesial, como pensar a reorganização da ação pastoral?
. Manuel Armindo Janeiro
. Júlio Martins
. Pedro Ascenso
17:30. Sínteses e comentário de D. António Marto
18:15. Conclusão das jornadas

 

2. Inscrições

As inscrições são gratuitas, mas necessárias, através do formulário.

3. Questionamento inicial

«Celebrar o jubileu da restauração da diocese põe-nos algumas interrogações: A que nos convida o Senhor com este acontecimento? Que nos inspira para nos fazermos “ao largo” e melhor servir a missão que Ele nos confia?
Herdeiros de uma fé que nos construiu, seremos capazes de reconhecer o que recebemos e dar graças por isso? Saberemos redescobrir a beleza do que se viveu nesta nossa terra para reencontrarmos a vontade de trabalhar nesta obra? Saberemos extrair da nossa história os tesouros de imaginação, de criatividade necessários para anunciar o Evangelho a este mundo em transformação? Saberemos conjugar fidelidade e iniciativas audaciosas para que as gerações futuras possam, por sua vez, descobrir e louvar Deus pelas suas maravilhas a favor dos homens?»
[António Marto, A alegria de ser igreja em missão. Carta Pastoral para o ano 2017-2018, n.º 6]

4. Objetivos

. identificar as periferias geográficas e existenciais da diocese de Leiria-Fátima [cf. Carta Pastoral, n.º 12]
. fazer um percurso de discernimento pastoral [cf. Carta Pastoral, n.º 13-14]
. desenhar um perfil pastoral das comunidades do século XXI [cf. Carta Pastoral, n.º 15]

5. Comissão organizadora

Pedro Valinho Gomes
André Pereira
Armindo Janeiro
José Henrique
José Nuno Silva
Pedro Viva